Avanços Promissores na Terapia do Glioblastoma: Esperança renovada na luta contra o câncer cerebral

Publicado por: Editor Feed News
18/03/2024 09:35 AM
Exibições: 139
Glioblastoma (verde-azul, colorido artificialmente) crescendo no lobo frontal do cérebro humano Foto: Pr Michel Brauner, ISM/Science Photo Library
Glioblastoma (verde-azul, colorido artificialmente) crescendo no lobo frontal do cérebro humano Foto: Pr Michel Brauner, ISM/Science Photo Library

 

Terapia especializada com células imunológicas modificadas mostra resultados encorajadores em estudo sobre Glioblastoma

 

O tumor cerebral, conhecido por sua agressividade, foi combatido com sucesso por meio de uma terapia especializada, representando um avanço promissor na batalha contra o glioblastoma, conforme destacado em pesquisas recentes conduzidas por cientistas das universidades de Harvard e da Pensilvânia, reportadas pela Nature .

 

Embora os resultados tenham sido inicialmente de curto prazo, os cientistas demonstraram a capacidade de reduzir tumores em pacientes com glioblastoma, uma forma letal de câncer cerebral, por meio da modificação das células do sistema imunológico. Esta abordagem inovadora envolveu o uso de células imunológicas projetadas, conhecidas como "receptor de antígeno quimérico T" (CAR-T), que foram adaptadas para segmentar moléculas específicas associadas a glioblastomas.

 

Ao contrário das aplicações anteriores, onde as células CAR-T eram direcionadas apenas a um alvo, os cientistas alcançaram um avanço ao desenvolver células CAR-T que miram duas moléculas distintas. Durante o procedimento, células T do próprio paciente foram coletadas, modificadas para reconhecer e combater os tumores, e posteriormente reintroduzidas no organismo.

 

Embora os resultados tenham variado entre os participantes do estudo, com alguns experimentando regressão temporária dos tumores, houve casos notáveis de sucesso. Em um paciente, o efeito da terapia durou mais de seis meses, enquanto outro apresentou uma ausência de progressão do tumor por sete meses. Ainda mais promissor, cientistas da Universidade da Pensilvânia conseguiram reduzir o tumor em todos os seis participantes do estudo, com alguns demonstrando resistência à recorrência do câncer após meses de tratamento.

 

Este progresso inspirador destaca o potencial transformador da terapia CAR-T na luta contra o glioblastoma, oferecendo esperança renovada para pacientes enfrentando essa doença devastadora. Vale ressaltar o caso de Ben Trotman, um paciente britânico cujo tumor cerebral fatal foi eliminado após um tratamento inovador, demonstrando a eficácia dessa abordagem inovadora na prática clínica.

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags: