O Futuro do emprego: Profissões sob ameaça de extinção com a Inteligência Artificia

Publicado por: Editor Feed News
09/03/2024 07:07 PM
Exibições: 112
Cortesia Editorial Freepik
Cortesia Editorial Freepik

Estudo Revela Mudanças Drásticas nas Relações Laborais devido ao Impacto das Redes Neurais e IA

 

O rápido avanço das redes neurais, exemplificado pelo ChatGPT, está transformando o panorama do emprego, levantando preocupações sobre a extinção de diversas profissões. Grandes empresas, incluindo a Amazon e a IBM, têm adotado com sucesso a inteligência artificial em diversas áreas, destacando a eficácia do ChatGPT no processamento de consultas de clientes e na criação de materiais educacionais e estratégias corporativas.

 

A implementação de inteligência artificial já resultou na redução de empregos na Amazon, IBM e BT Group, evidenciando as mudanças significativas nas dinâmicas do mercado de trabalho. Estudos, como o da Goldman Sachs, alertam que mais de 300 milhões de trabalhadores globalmente poderão ser impactados pelas ferramentas generativas de inteligência artificial, desencadeando transformações profundas nas relações laborais.

 

A análise da McKinsey aponta que, nos Estados Unidos, cerca de 12 milhões de pessoas poderão ter que mudar de emprego até 2030 devido à implementação de redes neurais e tecnologias semelhantes. Um estudo abrangente realizado pela Business Insider, com a contribuição de especialistas de diversos setores, identifica uma dezena de profissões que poderiam enfrentar a substituição pela inteligência artificial nos próximos anos.

 

Essas profissões incluem especialistas em TI (desenvolvedores web, programadores, analistas de dados), representantes de mídia (anunciantes, jornalistas), advogados, analistas de marketing, professores, consultores financeiros, traders, designers gráficos, contadores e especialistas de suporte entre outras profissões que vão desaparecer. Especialistas ressaltam que as redes neurais superam os humanos em áreas que demandam processamento rápido de grandes volumes de texto e dados, aprendizagem contínua e geração de conteúdo personalizado.

 

Embora a necessidade de especialistas em inteligência artificial permaneça, o estudo sugere uma redução significativa na demanda por certas profissões, impactando setores como finanças e direito, que poderão dispensar muitos cargos de assistente júnior em um futuro próximo. A transformação rápida e abrangente nos modelos de emprego destaca a importância de adaptação e requalificação para enfrentar os desafios do cenário profissional em evolução.

Mais vídeos relacionados