A Ucrânia tem um General de Ferro

Publicado por: Editor Feed News
28/06/2023 06:39 PM
Exibições: 106
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Ele está no comando da contraofensiva da Ucrânia

 

A Ucrânia iniciou sua  anunciada pré-contraofensiva, operação com a qual pretende dar inicio aos preparativos militares para em breve recapturar territórios a leste e sul do país que foram ocupados pela Rússia nos últimos 18 meses. Este esforço é comandado por uma figura-chave: o general Valerii Zaluzhnyi, comandante-em-chefe do exército ucraniano.

Com apenas 49 anos, Valerii Zaluzhnyi era pouco conhecido antes da guerra, mas a sua popularidade vem crescendo rapidamente.

O general assumiu o cargo em julho de 2021, uma nomeação que, diz a BBC, muitos analistas consideram surpreendente, uma vez que o levou a saltar vários degraus na hierarquia militar ucraniana.

Zaluzhnyi é descrito como um comandante moderno e ambicioso, mas também humilde e próximo dos seus subordinados. Em apenas sete meses, passou a liderar com sucesso a defesa da Ucrânia contra uma invasão russa em larga escala.


Foi o general que evitou a destruição de pontes na região de Kiev — uma ideia avançada por algumas chefias militares, com o objetivo de deter o avanço russo. Zaluzhnyi sustentou que tal seria uma traição aos civis e militares ucranianos que se encontravam no leste do país.

 

O governo ucraniano pediu a sua opinião sobre este plano. “Em nenhuma circunstância devemos fazer isso”, respondeu, do interior de um bunker cheio de fumo e rodeado de outras chefias militares. “Será uma traição tanto para os civis quanto para os militares que permanecem na margem leste”. Respondeu Zaluzhnyi

 

Nascido numa família militar soviética, Zaluzhnyi procurou sempre distanciar-se da excessiva hierarquia do exército soviético, no qual nunca serviu.

 

Apesar de ter ido para a escola militar numa altura em que a Ucrânia já era independente, Zaluzhnyi teve o seu batismo de fogo em 2014, quando foi nomeado vice-comandante numa área do leste da Ucrânia onde começou o conflito com os separatistas apoiados pela Rússia.


É conhecido por construir relações de confiança com os subordinados e por delegar decisões de comando. Como líder militar, Zaluzhnyi está recebendo os créditos do sucesso da Ucrânia na guerra, enquanto Zelensky tem sido o rosto público, mantendo a moral da população e pressionando por apoio internacional.

 

Apesar do seu estatuto de herói nacional, pouco aparece em público e raramente concede entrevistas. Com índices de popularidade semelhantes aos do presidente Zelenskyy, há quem avance a ideia de que Zaluzhnyi pode galgar a liderança política do país.

 

Entretanto, Zaluzhnyi mantém-se focado na estratégia militar. Após avanços bem-sucedidos, as tropas ucranianas libertaram nos últimos dias grandes áreas de território a leste e sul.

 

O futuro será provavelmente difícil para o atual comandante-em-chefe das forças ucranianas. Mesmo que a contraofensiva seja bem-sucedida e o país vença a guerra com a Rússia, a Ucrânia tem provavelmente à espera uma grave crise económica no fim do conflito.


Contudo, os analistas acreditam que se Zaluzhnyi entrar na política, pode ser bem-sucedido. “Zelensky é o líder que não abandonou os ucranianos, mas foi Zaluzhnyi quem os defendeu. É uma narrativa natural para ele, uma narrativa que tem eco na nossa sociedade”, diz à BBC o analista político Mykola Davydiuk.

Editado por Mike N.

Com informações do Planeta ZAP (PT)

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags:

Mais vídeos relacionados